Silicone em produtos cosméticos, sim ou não?

9818306-wacker silicon

Tal como prometido, aqui está o primeiro post sobre alguns ingredientes da Moda presentes numa grande parte de produtos cosméticos. Desta vez, o Silicone – Sim ou não? 😉

A utilização de Silicones na composição de produtos cosméticos tem sido alvo de polémicas e os investigadores dividem-se entre os seus defensores (porque defendem que os estudos não são conclusivos em provar que fazem mal à pele e cabelo) e os que os consideram uma substância indesejável porque podem prejudicar a normal respiração da pele e em última análise contribuir para o envelhecimento precoce e causar irritações como por exemplo nas peles mais sensíveis e/ou com tendência a acne.

Os Silicones provêm da Sílica (uma areia muito fina), são responsáveis pela criação de uma Película-barreira invisível quando aplicados na pele, “bloqueando” o seu contacto direto com o meio externo. Usados para facilitar a aplicação dos cremes, promover maior suavidade (efeito seda), reduzir o efeito pegajoso dos cremes, estabilizar o efeito espuma (em alguns produtos), disfarçar poros mais abertos (através do seu preenchimento), melhorar a absorção de princípios activos (não consensual), criar uma película que funciona como uma barreira entre a pele e a maquilhagem e aumentar a resistência da maquilhagem à agua. Por fim, produtos ricos em silicone são ainda usados na recuperação de cicatrizes  de pós operatório e queimaduras graças ao seu efeito protetor do meio externo. No caso dos cabelos, o silicone é o responsável pelo brilho.

Não é portanto de admirar que uma grande parte dos primers e pore minimizers sejam ricos em Silicones e que os cremes que prometem uma pele mais uniforme tenham este ingrediente na sua composição. As Bases HD e alguns dos Séruns “milagrosos” usados antes das maquilhagens para fotografia (ou em dias especiais como para as noivas, que necessitam de maior durabilidade e resistência a água), são também ricas em silicone para melhores resultados. Contudo, não se deixem enganar, o efeito de pele mais sedosa e lisa apenas dura apenas enquanto o produto se encontra na pele. Não se enganem porque os Silicones não tratam, apenas permitem uma melhor aparência enquanto colocado na pele (o que por si só não é mau, convenhamos, mas não se iludam porque de tratamento não têm nada e os prós e contras devem ser pesados).
Presente em Cremes, Loções, Protetor solar**, Maquilhagem (nomeadamente em bases e Primers), Antitranspirantes, Desodorizantes, Champôs, Condicionadores, entre outros, não é fácil encontrar produtos sem este ingrediente.

Silicone e Acne:

Alguns investigadores defendem que os Silicones poderão piorar o Acne por provocarem maior irritação e sufocarem a pele (devido ao preenchimento dos poros). Contudo estas conclusões não são consensuais. Os investigadores químicos defendem que as propriedades moleculares dos silicone usados nos produtos cosméticos (moléculas com grande espaçamento entre elas) permitem que estes sejam porosos e resistentes ao ar, comparando-os com os sacos de chá (não permitem que as partículas de chá saiam mas não deixam de ser porosos e de absorver a àgua onde estão mergulhados). (Source: The Chemistry and Manufacture of Cosmetics, Volume 3, Book 2, Allured Publishing Corporation, 2002, pages 833-839).

Por outro lado, há quem defenda que os Silicones ajudem na absorção de determinados ingredientes anti-acne como o Benzoyl Peroxide e antibióticos tópicos (Source: Cutis, October 2008, pages 281-284) e que contribuam para uma mais rápida cicatrizarão e diminuição de marcas (Source: Dermatology Research and Practice, October 2010, Epublication).

Em jeito de conclusão, o que pretendo fazer quanto a produtos que contenham este ingrediente: Parece-me não haver inconvenientes de maior em usar estes produtos em dias especiais, quando se pretende uma pele particularmente mais bonita e com efeito “sem defeitos”. Contudo, pelo facto de ser usado em feridas, graças ao seu efeito-barreira, e ao contrário do que alegam os investigadores, não me convence para o uso diário. Relativamente ao seu uso em pele acneica, que é o meu caso em algumas alturas da minha vida (ai que até nos trintas não me livro disto), talvez aplicado em cima das borbulhas possa ter efeitos benéficos – se ajuda na cicatrizarão de feridas pode ser que ajude nas lesões do acne (mas creio que me fico por aí mesmo). Uma coisa é certa, não compreendo porque alguns cremes de noite possuem este ingrediente na sua composição – se não trata e apenas disfarça – porquê usá-los como produtos de tratamento????

Como saber se um produto tem silicone – Procurar na listagem de ingredientes os seguintes termos (nota: os mais usados terminam em cone):

-Ciclometicone*
-Dimeticone*
-Phenyl trimethicone
-Cyclopentasiloxane
-Cyclohexasiloxane

Vejamos o exemplo de dois produtos bem distintos (ambos possuem silicones na sua constituição mas um é particularmente “rico” neste ingrediente)  :
1- Pore Refining Solutions da Clinique
2- The Professional da Benefit (que adoro mas que é riquíssimo em Silicones)

IMG_0439

IMG_04401
Não é dificil perceber logo à partida que a textura do Porefessional tem bastantes silicones na sua composição, certo?
Vejamos então os ingredientes do Porefessional:

Benefit-the-POREfessional-Primer-Ingredients1

No Porefessional, Dimeticone e Cyclohexasiloxane são os principais princípios activos (aparecem logo no início e repetem-se ao longo da listagem de ingredientes)

Ingredientes do Pore Refining Solutions da Clinique:

Clinique-Stay-Matte-Hydrator-IngredientsEmbora também possua Dimeticone na sua composição, a quantidade de silicones presente no Pore Refining Solutions da Clinique é claramente inferior à do Porefessional da Benefit.

Espero que este post seja útil e não deixem de dizer de vossa justiça 😉

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2015 Lara F.

You may also like...

6 Responses

  1. 28 Março, 2015

    […] o que fazem alguns dos principais ingredientes da Cosmética. Para que servem os Parabenos, Silicones, Àcidos, Vitaminas e outros, como os posso detetar e quais as vantagens e desvantagens para a […]

  2. 29 Março, 2015

    […] dos critérios de seleção (ficando talvez no topo da lista). Depois do post sobre os Silicones (Silicone em produtos cosméticos – Sim ou não), está na altura de falar dos famosos Parabenos. Hoje em dia, não é raro lermos nas embalagens […]

  3. 31 Março, 2015

    […] Por fim, atenção à Maquilhagem! A escolha dos produtos deve ter em conta os mesmos critérios de seleção. A base tem que ser (obrigatoriamente!!!) Oil free e pessoalmente prefiro manter-me o mais longe possível de Parabenos e Silicones. […]

  4. 12 Agosto, 2015

    […] o que fazem alguns dos principais ingredientes da Cosmética. Para que servem os Parabenos, Silicones, Àcidos, Vitaminas e outros, como os posso detetar e quais as vantagens e desvantagens para a […]

  5. 12 Agosto, 2015

    […] dos ingredientes que compõem a máscara também se encontram no condicionado, com excepção do Silicone que poderá dar ao cabelo um efeito mais bonito (efeito cosmético, mas que não […]

  6. 28 Agosto, 2015

    […] creme de noite, não tem sido a minha escolha para essa altura do dia. Como sabem, sou contra os Silicones nos cremes de noite, e este tem demasiados para o meu gosto para a noite. Tenho-o usado quando […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

error: Content is protected !!